terça-feira, 2 de julho de 2013

PARCELA LUNA, VILLA ALEMANA & VIÑA DEL MAR

Sinto falta da minha cama, de colocar roupas bonitas e me arrumar...
Sinto falta de tomar café da manhã na casa da tia Ina nos domingos e conversar com minha mãe...
Sinto falta da família, de quando minha casa estava cheia, de ver meu pai fazendo sudoko no sofá da sala, e o André me pedindo: _Vamos jogar um jogo madrinha... (a verdade é que eu adoro brincar com ele e sinto muita falta disso J)
Sinta falta de minhas irmãs, de tocar violão com a Dina e de filosofar com a Juju...
Sinto falta das longas conversas que tinha com meu irmão no telefone e de falar sobre música com meu tio...
Sinto falta de minha sobrinha, que era uma “rebelde sem causa” e agora se tornou uma mulher forte e determinada que só faz me encher de orgulho...
Sinto falta das amigas, de papear e fofocar sinto falta do trabalho e das pessoas que me ensinaram a ser quem sou...
Sinto falta do Brasil, das deliciosas frutas que podemos saborear a qualquer época do ano, e do pão de queijo, daria tudo por um pão de queijo da Dona Hortência quentinho agora...
Sinto falta do calor, nem sei mais o que é colocar um vestido ou uma short L
Sinto falta de tudo que deixei e sinto falta também dos amigos que fiz aqui...

115 dias se passaram desde que deixei o certo pelo incerto, a dúvida pela certeza!
Muitas pessoas me questionaram, perguntavam:
 _ Você vai deixar tudo???? Eu respondia:
 _ O que é tudo para você??? Para mim, tudo não é emprego, casa, estabilidade, para mim tudo é a família, e eles estão aqui comigo todos os dias, em minhas lembranças, nas minhas orações... consigo escutar cada prece que minha mãe faz para nós todas as madrugadas... e as que meu pai faz antes de dormir...
 O meu tudo carrego junto comigo e nunca abandonarei seja qual for a causa... Não estou só, levo em meu coração tudo que amo e admiro, e tenho ao meu lado, o maior presente que Deus me concedeu: Um companheiro!!! Essa é a palavra que maior define Ricardo, esse homem maravilhoso que apareceu em meu caminho para iluminar minha vida e fazer de mim uma mulher melhor, tenho comigo uma pedra preciosa, que é capas de suprir todas minhas necessidades, que esteve ao meu lado nos momentos bons e ruins que passei nesses 115 dias, sempre me apoiando e me dando amor.
Algumas pessoas que conheço questionam sua vida, dizem que não são felizes, e eu me pergunto o que elas fazem para serem felizes??? Porque não vão atrás de sua felicidade, continuam fazendo tudo igual todos os dias... Essas pessoas não têm culpa de serem assim, são um produto de uma sociedade consumista que cria zumbis e controlam suas vontades e desejos, e esses zumbis não querem despertar, querem continuar sendo controlados e se recusam a fazer o que seu coração pede por medo...
Crianças entrando nas escola com 2 anos de idade, adolescentes se suicidando porque não conseguiram passar no vestibular, pais e mães trabalhando em turnos dobrados para comprar para o filho um tênis que apareceu no comercial de TV... Pessoas que são idolatradas pelo que têm e não pelo que são... HIPOCRISIA, HIPOCRISIA E HIPOCRISIA...
“Abandonar o que aprendi e parar de sofrer, viver é ser feliz e nada mais”  Esse é o nosso mantra atual, quero me desintoxicar de um mundo que me fez um produto e não uma pessoa... e estou tendo êxito, já sou uma Eliza diferente, que não se preocupa com o dia da semana, tanto faz se é domingo ou segunda-feira, se está chovendo ou fazendo sol, a única coisa que me importa é o presente, o dia de hoje, ser feliz no momento que estou vivendo e agradecer a Deus por ter despertado sã e forte mais um dia...
Nessa viagem, aprendi muitas coisas... mas a principal é que passamos a vida acumulando coisas materiais e no final não precisamos de nada do que temos... estamos vivendo muito bem com 3 ou 4 trocas de roupas, e isso fez com que desfizéssemos de metade das coisas que levamos na mochila, não é fácil viajar com uma carga de 20 kg, e é isso que as pessoas fazem com suas vidas, passam todos os seus dias com uma carga extra em suas costas, e no final isso só atrapalha sua evolução, mas elas têm medo de abandonar esse peso e passam seus “presentes” cheios de porcaria que não necessitam para serem felizes.
Nesses últimos 15 dias, vivemos momentos muito felizes, com uma linda família que nos recebeu com muito amor e carinho em seu lar...



Os dias restantes em Pucon passaram bem rápidos e a chuva voltou a cair, estava chegando a hora de preparar nossas mochilas e novamente cair na estrada, um sentimento de angustia voltou a tomar conta de meu peito, o cansaço veio antecipado também, mas teríamos que seguir em frente...
            Passamos o último dia na casa de Rita com nossos novos amigos e nos divertimos bastante, fizemos uma bela caminhada ao Eco parque Municipal e comemos todos juntos.
A chegada em Santiago foi das melhores, a viagem foi tranqüila e ônibus muito bom, viajamos de Pullman Bus. O metrô estava super lotado do lado contrário ao nosso, ainda bem porque senão seria impossível entrar com nossas mochilas.
O caminho até Vila Alemanha foi tranquilo, descemos no local combinado e ligamos para Romy, que pediu a Trevu seu esposo nos pegar no ponto de ônibus. Em poucos minutos Trevu estava ali, uma pessoa super simpática que gostamos desde o início, ele nos levou a Parcela-Luna, sua chácara e local que iríamos passar os próximos 15 dias.
Fomos recebidos por Romy, sua esposa, igualmente simpática e atenciosa, adoramos o casal que nos pareceu muito bacana, só não sabíamos no princípio o quão bacanas eles eram... superou nossas expectativas... Fomos levados para cabana que iríamos nos hospedar, muito linda, com dois quartos, sala e cozinha, muito confortável e feita de adobe, Ricardo logo falou, quero construir uma assim no Santuário...



Parcela-Luna é centro Holístico, que realiza cursos, palestras, terapias naturais, aula de yoga... A chácara é rodeada de cristais e plantas, por todos os cantos há vasos com cactos e outras plantas exóticas, muitos limoeiros, laranjeiras e outras árvores frutíferas,




 Romy tem adoração por plantas e transformou uma área inicialmente seca e infértil em um lindo e imenso jardim. Possui uma casa principal onde vivem com seu filho, Fabian, ali reuníamos durante as refeições para comer e compartilhar.
A Chácara fica no município de Vila Alemanha, em uma região afastada da cidade e muito parecida com Minas Gerais, me deu uma saudadinha...



Possui também duas casas, que alugam no verão, Ricardo e eu ficamos hospedados em uma delas.



Um salão para eventos e aula de yoga, outra cabana com um quarto e uma bela piscina com área de lazer e sauna.



Os dias em Parcela-Luna passaram incrivelmente rápidos, quase que me esqueço de escrever, estavam tão deliciosos que nem me dei conta que já estava próximo de partir. Nos primeiros dias fizemos o que Ricardo mais gosta de fazer, cuidar das plantas... plantamos algumas e trabalhamos com mudas de verduras que serão plantadas no verão.




Tiramos uma árvore inteira que estava morta e Ricardo plantou uma macieira no mesmo local,



eu plantei um pé de damasco, 



ficamos muito contentes, foram as primeiras árvores que plantamos em nossas vidas J.

No domingo dia 23, passei meu primeiro aniversário fora do Brasil e longe da família, foi um dia lindo e especial, logo pela manhã, liguei o skpe e havia uma festa me esperando, estavam todos na casa da Tia Ina, mamãe, papai, tio Carlos, tia Nofrinha e Luiza, me esperaram com flores e cantando “Parabéns para você”, Luiza cantou uma bela canção também, fiquei muito emocionada e não pude conter minhas lágrimas, como queria estar ali para receber um abraço de todos, como sinto falta de estar perto de minha família... Mas Deus não foi muito generoso comigo, permitiu que eu passasse esta data com pessoas de um grande coração e que têm como propósito de vida a propagação do amor universal. Assim que entrei para o café da manhã havia um sabonete natural em meu lugar na mesa, foram muito carinhosos, fiquei muito feliz.
Passamos meu “cumpleanos” em Viña del Mar, estava muito gostoso, o dia estava lindo de céu azul e sol forte. Caminhamos um pouco na cidade e sentamos em frente ao mar para contemplar as ondas e claro, cantar um pouco.






À noite houve um belo festival em Parcela-Luna, um ritual para Lua cheia que foi especial nesse dia, a “super Lua”, maior lua cheia do ano.



Foi muito lindo, fizemos uma fogueira e realizamos um ritual de amor e purificação, uma energia muito boa preencheu nossos corpos e dormi como nunca.



O dias aqui foram muito lindos, sempre recheados de conversas interessantes e aprendemos cada dia algo novo, vivenciamos uma família que tenta criar seu filho longe das futilidades desta sociedade capitalista e consumista, com ensinamentos de amor e respeito à todos os seres vivos. Fabian é uma criança incrível, muito diferente das que conhecemos.
Aprendemos muito sobre jardinagem e percebi que já estou muito familiarizada com a terra, estou me apaixonando pelas plantas... Aprendemos também sobre terapias naturais e participamos de alguns eventos que foram realizados enquanto estivemos aqui, como um work-Shop sobre “cuencos de quartzo” que produzem um sonido capas de penetrar pelos chackras e curar diversas enfermidades.



Tive oportunidade de realizar um curso com Romy e me iniciar em Reiki, foi incrível...



Vivemos como uma grande família esses dias, sendo recebidos e tratados como tal por todos eles. Assistimos à Copa das confederações e tivemos um grande impasse no jogo entre Brasil e Itália, já que Trevu é Suiço, filho de Italiano, mas nos jogos restantes fizemos até magia para a Itália ganhar...



Revivemos nossos primeiros dias no Chile e reencontramos com nossos amigos e irmãos de coração na Ekachakra, passamos um domingo incrível ali, pudemos rever o local em que iniciamos nossa jornada e ver o quanto aprendemos depois que saímos dali... vimos as vagens que plantamos crescidas e cheias de vida,



 ficamos muito felizes... presenciamos também a pré-inicialização no Vaisnava de Gabriel, que encontrou seu caminho e tornou-se uma pessoa ainda melhor do que era, foi um dia muito especial para nós, obrigada à todos pelo carinho e a Maharaj Thirta que nos recebeu tão bem, e ainda ficou com nosso excesso de bagagem para despachar ao Brasil hehehe, a Ekachakra estará sempre em nossos corações.



Nossos dias em Parcela-Luna estão no fim, e uma dúvida paira sobre nossas mentes, Romy nos convidou para ficar mais 15 dias, e essa proposta esta nos tentando, iríamos para Diaguias no Valle del Elqui na sexta-feira, e agora??? que decisão tomar!!!
Como ainda não sabemos, nosso próximo destino ainda não está definido!!!
 Mas de qualquer maneira, gostaríamos de agradecer do fundo do coração a essa família MARAVILHOSA que encontramos no nosso caminho, muito obrigada por todo carinho e atenção, pelos belos ensinamentos e momentos que vivemos com vocês, saibam que levaremos conosco um pedacinho de vocês e muitos ensinamentos.

Esperamos vocês no Brasil, e saibam que serão muito bem vindos onde quer que estejamos. Que seus dias sejam sempre cobertos de amor e paz, reverências. 

Ricardo e Eliza   


6 comentários:

Letycia Souza disse...

Saudade me corroendo no momento. Eu só sei que chorei bastante agora Tia, e eu não to na TPM. Beijos

laudiceia Paulino disse...

A saudade um sentimento que podemos dizer é como uma criança porque vem de dentro do coração"pureza"esses dias a sua criança esta com saudade da sua própria história.Força menina os dias passam rápidos e as paginas do seu livro tem muitas coisas para ser escrita.Beijos muita luz pra vcs.

Eliza Inez disse...

Obrigada Lê, mas não chega nem aos pés do texto que vc escreveu, vc conseguiu entrar no meu sentimento e expressar coisas que nem eu saberia expressar.... abraços e beijos, estou com muita saudade e tenho muita gana de papear com minha nova sobrinha :)

Eliza Inez disse...

Pois é Laudicéia, quem tem coração sobre, saudade machuca e dói, mas tenho todos em meu coração!!!

Blandina disse...

Nossa Eliza, que texto lindo vc escreveu, perfeito!!
Bom saber que vc esta feliz, tranquila e muito amada.
Que Deus os abençoe cada vez mais e viva sim, todos os dias como se fosse o único, porque é assim que é.
Sinto saudade de vc tb.
Bjs
Dina

Eliza Inez disse...

Logo vamos tocar violão juntas e você vai me dar umas aulinhas hehehe